centrobenessere.com.br

Cefaleia e sua relação com a contrariedade

A posição da cabeça no alto coloca os olhos num plano específico que possa dar condições para que a visão funcionasse da melhor maneira possível. Os olhos representam o órgão sensorial ligado ao fígado energeticamente e ao mesmo tempo sua função permite que o cérebro receba continuamente informações do ambiente sem ruídos, comumente captados pela audição. A capacidade enxergar adiante permite que a visão floresça e os inimigos possam ser localizados de forma mais assertiva, além de ser um grande tradutor de forma e periculosidade. Essa nova forma de captar estímulos permitiu que o cérebro calibrasse suas atividades em forma de comportamento principalmente em vista de se proteger dos predadores. Há 7 milhões de anos esse movimento evolutivo foi crucial para que os Australopithecus pudessem sair da posição de presas e se encaminharem para a posição de predadores. E tudo isso obteve sucesso devido a força da raiva imposta ao corpo pelo processo energético relacionado ao fígado e todos seus componentes agrupados no compartimento da madeira. Logicamente essa e outras espécies a seguir não tinham seus problemas ligados a esse sentimento instintual, pois ainda precisavam dele para impulsionar suas ações. Mas a medida que o corpo se organiza e evolui construindo peças mais eficientes essa função oferecida pela raiva para abater o inimigo foi diminuindo fazendo sobrar os problemas de cafaléia vistos em 44% da população mundial atualmente. Essa forma de pensar faz parte da Teoria Psicoenergossomática desenvolvida por mim ao longo de mais de 20 anos de estudo, prática e docência em MCT. E hoje essa e outras ideias servem a milhares de pessoas que conseguem encontrar uma forma de mudar sua rotina de pensamentos e emoções em prol da saúde orgânica. Nesse caso afirmo por essa justificativa que a contrariedade caracterizada pela manutenção da raiva intima seja a principal causa de dor de cabeça nas pessoas!

Você pode se aprofundar mais nesse assunto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer saber mais sobre essas informações?

Gostou deste conteúdo?

Cadastre-se abaixo e esteja por dentro de todas as novidade!

Entre no Grupo de Whats app do Evento