centrobenessere.com.br

Dicas para deixar a tristeza de lado!

Dicas para deixar a tristeza de lado!

A tristeza representa o principal agente emocional capaz de gerar depressão, e atualmente cerca de 4,4% da população mundial sofre desse mal que piorou muito depois da pandemia.

No Brasil esses números são ainda piores, onde cerca de 5,4% da população sofre com a depressão que incapacita em todos os níveis, inclusive no trabalho!

Por anos busquei entender essa e emoção para ajudar meus pacientes da melhor maneira possível. Nesse tempo descobri algo muito revelador que propiciou não só ajudar meus pacientes, mas também a eu mesmo.

Como Reconhecer a tristeza?

O conhecimento da medicina chinesa foi me apresentado em 2001 nessa época eu ainda não tinha muita noção do que viria a ser meu futuro e dotado apenas de boa vontade, resolvi desbravar por esse mundo de ideias tão surpreendentes.

Devido as circunstâncias encontradas, percebi que meu modo de pensar e agir deveriam fazer parte do cenário de aprendizado; foi então que me coloquei como cobaia para entender os contextos de forma mais profunda.

Nesse tempo nem imaginava que teria no meu intimo alguma emoção que pudesse atrapalhar meu desempenho. Mas foi nesse instante, que percebi o quanto minhas manifestações estavam recheadas de tudo que a tristeza gosta.

Pessimismo, crítica exagerada, isolamento e introspecção foram alguns dos achados que me fizeram perceber o tamanho do problema. Mas o que realmente me fez olhar pra dentro e perceber tudo isso, foi uma patologia orgânica obtida desde o nascimento - essa realmente é a parte que mais me ajudou a ajudar todos meus pacientes a partir de então!

Tristeza e problemas pulmonares

Eu nasci com uma bronquite grave e isso de acordo com parte do conhecimento ofertado pela medicina chinesa me conduziu a melhor parte que era observar minhas manifestações para entender que sim, a tristeza estava ali onde sempre esteve!

De forma silenciosa as emoções produzem efeitos devastadores na vida das pessoas que nem imaginam sua presença. Essa condição estipula a ideia de que a tristeza por exemplo pode ser algo atribuído ao nosso ser desde a concepção, sendo então uma patologia congênita, que devido a sua presença marcante no temperamento, ela não pode ser identificada.

O problema pode ser bem maior do que parece ser...

Essa condição sintomática ofertada por problemas pulmonares, facilita o diagnóstico e orienta o autoconhecimento. Mas existe algo que precisa ser dito para que tenhamos conhecimento sobre emoções como a tristeza.

Acontece que a tristeza como a alegria pode ser assimilada de outras pessoas. Sim, a tristeza é contagiosa e isso deve ser levado a sério, pois as pesquisas que mostram essa realidade, descrevem que sua forma de contágio é silenciosa e involuntária, basta ficar perto de uma pessoa depressiva por alguns instantes para ter suas características assimiladas.

Reconhecendo a tristeza através das doenças orgânicas

Reconhecendo a tristeza através da face

Gostou da matéria?
Deixe seu comentário por favor!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer saber mais sobre essas informações?

Gostou deste conteúdo?

Cadastre-se abaixo e esteja por dentro de todas as novidade!

Entre no Grupo de Whats app do Evento